Traficantes do Alemão atiram contra helicóptero da Polícia Civil

Traficantes do conjunto de favelas do Alemão atiraram, na tarde desta sábado (27), contra o helicóptero da Polícia Civil que sobrevoa o local em busca de esconderijos do tráfico. O tiroteio foi por volta das 17h10.
A movimentação de carros das polícias Civil e Militar é grande no local. Carros do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil  também circulam na região.

Criminoso se rende à polícia
Um criminoso se entregou na tarde deste sábado (27) no Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro. A informação é do delegado-adjunto Luiz Henrique Ferreira, da 6ª DP (Cidade Nova). Segundo o chefe de Polícia Civil, Allan Turnowski, Mister M fazia a segurança do traficante Pezão, chefe do tráfico do Alemão, e é considerado seu braço direito.

Ferreira informou ainda que a rendição de Mister M foi negociada pela própria mãe do traficante. Policiais da 6ª DP foram ao Alemão buscar o preso, que já está na detido na delegacia.

Oficialmente, no entanto, a Polícia Militar não confirma nenhuma rendição à corporação no morro.
Mister M é acusado de ser um dos executores do ex-chefe do Alemão, Tota. A ordem teria partido do traficante Marcinho VP.

O Disque-Denúncia oferecia uma recompensa de R$ 1 mil por informações que levassem à prisão de Mister M.

Outros suspeitos foram detidos no Alemão.  Segundo a polícia, eles foram abordados quando tentavam sair da comunidade e portavam documentos falsos.

A polícia conta com um reforço de um trailer da corporação no cerco no Alemão para transportar os criminosos. Por volta das 16h20, havia 16 detidos nos presos. O Posto de Comando Móvel chegou na Estrada do Itararé por volta das 15h.

Um dos blindados do Exército ficou embicado numa das entradas da comunidade com motor ligado. A polícia e as Forças Armadas cercam o local desde sexta-feira (26). Foi para lá que mais de cem criminosos fugiram após a ocupação da Vila Cruzeiro na quinta-feira (25).

Comércio fechado
Nas ruas do bairro há pouco movimento de moradores e carros e parte do comércio está de portas fechadas. Ônibus circulam com pouca frequência.

A Rua Paranhos, uma das principais ligações entre os bairros da Penha e Olaria, foi fechada ao trânsito. No local, estão apenas homens e carros da Polícia Civil, além de soldados e um jipe do Exército.

Chefes do tráfico presos
Mais cedo, dois homens foram baleados e presos ao furar o cerco no local. Segundo a polícia, eles eram chefes do tráfico na área e estariam envolvidos na queda do helicóptero da corporação no ano passado.

Algumas pessoas foram detidas. Entre elas um homem que, ao ser abordado, admitiu ser foragido da Justiça. A polícia apreendeu ainda uma mochila com cerca de 30 mil dólares.

De acordo com a Secretaria de Segurança, dez homens presos por envolvimento com os ataques no estado foram transferidos para presídios federais neste sábado.

0 Comentário(s):

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!