Militares assumem o controle do tráfego aéreo na Espanha

O Ministério da Defesa da Espanha assumiu o controle do tráfego aéreo em todo o território espanhol diante da situação de "extrema gravidade" provocada por uma paralisação massiva dos controladores aéreos nesta sexta-feira (3), anunciou o vice-presidente do governo espanhol, Alfredo Pérez Rubalcaba.

Segundo o vice-presidente, o governo adotará todas as medidas necessárias e exigirá a presença dos controladores em seus postos de trabalho, sob risco de incorrerem em crime.

Rubalcaba, que falou à imprensa ao lado da ministra da Defesa, Carmem Chacón, ressaltou que a Constituição ampara as medidas em razão da situação de emergência, prevista na Lei de Segurança Nacional.
Ao longo da madrugada, os militares devem assumir todos os 47 aeroportos espanhóis. A intenção é que até a manhã deste sábado (4), a situação esteja normalizada.

Um nova coletiva do governo está prevista para as 2h no horário local (23h de Brasília) para informar sobre a evolução da situação, que provocou caos nos aeroportos espanhois e afetou dezenas de milhares de passageiros.

Todo o espaço aéreo do país, com exceção da região de Andaluzia, no sul, teve de ser fechado após os controladores abandonarem seus postos no meio da tarde desta sexta alegando indisposição física.

A decisão dos controladores, tomada apenas horas depois que o governo aprovou um novo modelo de gestão aeroportuária, ocorre o começo de um feriado local, que celebra a Constituição e dura até quarta-feira (8).

O presidente da União Sindical dos Controladores Aéreos (USCA), Camilo Cela, disse que a ação é um protesto pelo número de horas anuais que o governo impõe à categoria e às regras aprovadas nesta sexta.

0 Comentário(s):

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!