Outro Enem é tese estapafúrdia, diz Haddad

O ministro da Educação, Fernando Haddad, descartou no sábado a possibilidade do cancelamento de todas as provas do Enem, como pede a Procuradoria no Ceará. "Eu não tenho notícia nenhuma de uma tese estapafúrdia como essa", afirmou ao jornal Folha de S. Paulo durante um evento com pré-candidatos à prefeitura de São Paulo no Itaim Paulista, zona leste da capital. A Justiça Federal no Ceará deu até amanhã para o Inep, órgão do MEC responsável pelo Enem, se manifestar sobre pedido do Ministério Público Federal, que quer a suspensão do exame nacional no País ou a anulação das questões vazadas em colégio de Fortaleza.

Para Haddad, há apenas duas possibilidades em discussão: a anulação das 14 questões que foram apresentadas a alunos do colégio Christus e a reaplicação do exame para esses alunos. O MEC prefere a segunda por considerar que o problema se restringiu "a um grupo pequeno em universo de 4 milhões de candidatos". "Reaplique-se a prova. Não há necessidade de anular as questões", disse Haddad.

0 Comentário(s):

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!