Senador adia entrega de parecer sobre divisão dos royalties

O senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), responsável por elaborar o parecer do projeto que prevê uma nova divisão dos royalties do pré-sal, adiou a entrega do parecer final da proposta, que estava prevista para o começo da noite desta segunda-feira (3).

Segundo Vital, o parecer já está pronto, mas ele vai esperar a decisão do colégio de líderes. Na tarde desta terça-feira (4), o colégio vai definir pelo adiamento ou não da votação.

Ao todo, 20 projetos que tratam de divisão de royalties entraram em regime de urgência no Senado na última quinta (29). Destes, o que tem votação marcada no plenário do Senado na quarta é o projeto de autoria do senador Wellington Dias (PT-PI). Tramita em conjunto com o projeto de Dias uma proposta do Executivo que também trata de divisão dos royalties. É com base nesses dois projetos que está sendo feito o parecer de Vital do Rêgo, que vai ser único para as propostas.

"Eu estou com o parecer pronto, mas como pode alterar, eu decidi não protocolar hoje [segunda] e deixar a decisão para amanhã [terça], com os líderes", afirmou o senador ao G1.

Para que o projeto que prevê a divisão dos royalties possa ser votado em plenário, o parecer de Vital do Rêgo precisa ser protocolado com até 24 horas de antecedência junto à Mesa Diretora do Senado. Vital afirmou que vai pedir aos líderes que a votação seja realizada na próxima terça-feira, dia 11 de outubro.

Nesta segunda, o senador Wellington Dias (PT-PI), autor do projeto que prevê a divisão dos royalties do pré-sal, propôs que seja adiada em uma semana a votação do projeto, prevista para ocorrer nesta quarta-feira (5).

De acordo com Dias, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, afirmou em telefonema que a presidente Dilma Rousseff, que está em visita à Europa, se dispôs a conversar com os governadores assim que retornar ao Brasil. Diante do fato, Dias pediu que seja feito o adiamento da votação.

Também nesta segunda, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), afirmou que irá convocar o colégio de líderes da Câmara e do Senado para discutir a votação do projeto dos royalties e do veto à chamada emenda Ibsen, que prevê uma divisão igualitária entre todos os estados e municípios.O encontro será tarde desta terça-feira (3).

Leia mais no G1

0 Comentário(s):

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!