Auxílio Emergencial: governo começa a pagar a segunda parcela do benefício


Começa a ser paga nesta segunda-feira (18) a segunda parcela do Auxílio Emergencial de R$ 600. Os primeiros a receber serão os beneficiários do Bolsa Família cujo NIS é terminado em 1. Na terça, serão pagos os recursos aos beneficiários do bolsa com NIS terminado em 2.

Já os trabalhadores que estão no Cadastro Único e não recebem o Bolsa Família, assim como os que se inscreveram no Auxílio Emergencial através do site ou aplicativo, começam a receber a parcela apenas na quarta-feira (20).

O calendário da segunda parcela vale apenas para quem recebeu a primeira parcela até 30 de abril. O governo não informou quando vai pagar a segunda parcela para quem receber a primeira depois desta data.

SÃO 3 CALENDÁRIOS DE PAGAMENTO:

  • um para depósito em poupança social
  • um para saque em espécie para beneficiários do Bolsa Família
  • um para saque em espécie para poupança social e transferência de recursos
Diferente da primeira parcela, todos os trabalhadores que não recebem o Bolsa Família vão receber os recursos em poupança social digital da Caixa. Inicialmente, será permitido usar esse recursos apenas para pagamentos de contas, boletos e compras por meio de cartão de débito virtual.

Tanto saque quanto transferência desse dinheiro para outras contas só poderá ser feito mais tarde (veja no calendário 3 abaixo) - para quem recebeu a primeira parcela em outra conta, o recurso será transferido automaticamente na mesma data de liberação para saque.

VEJA OS CALENDÁRIOS:

1. Calendário para depósito em poupança social

 — Foto: Economia G1

2. Calendário para pagamento aos beneficiários do Bolsa Família

 — Foto: Economia G1

3. Calendário para saque e transferência da poupança social

Auxílio Emergencial segunda parcela - saque e transferência da poupança social — Foto: Economia G1

Teoria da Expectativa de Vroom

O profissional de gerenciamento de projetos deve conhecer três teorias básicas relativas à motivação: a Pirâmide de Necessidades de Maslow, a Teoria dos Dois Fatores (higiênicos e motivacionais) de Herzberg e a Teoria da Expectativa, desenvolvida por Vroom com base nas duas anteriores.
Victor Vroom é um psicólogo canadense, com PhD pela Universidade de Michigan e professor da Universidade de Yale, EUA. Ele desenvolveu a Teoria da Expectativa em 1964, buscando explicar a motivação humana.

Motivaçao

Motivação pode ser definida como a força propulsora por trás das ações de qualquer pessoa (motivo, desejo), definindo a conduta do indivíduo. São inúmeras as definições possíveis para a motivação dependendo do foco que se dá ao tema.

A teoria da expectativa

Enquanto Maslow e Herzberg analisam a relação entre as necessidades internas e o esforço resultante para cumpri-las, a teoria da expectativa de Vroom afirma que esforço, desempenho e recompensa estão ligados na motivação de uma pessoa.
Vroom assume que o comportamento resulta de escolhas conscientes entre alternativas. Ele usa as variáveis Expectativa, Instrumentação e Valência para explicar isso:
  • expectativa é a crença de que o aumento do esforço levará a um aumento do desempenho, ou seja, se eu trabalhar mais, então isso será melhor. É a crença de que o esforço de alguém resultará na obtenção de metas de desempenho desejado.
  • Instrumentalidade é a crença de que uma pessoa receberá uma recompensa se a expectativa de desempenho for cumprida. Ou seja, se eu faço um bom trabalho, há algo nele para mim. Esta recompensa pode apresentar-se na forma de um aumento salarial, promoção, reconhecimento ou senso de realização. A instrumentalidade é baixa quando a recompensa é a mesma seja qual for o desempenho.
  • Valência é a importância que o indivíduo atribui às recompensas. Os desejos ou objetivos individuais, podem ser classificados por sua importância (valência), representando o quanto aquele desejo pode ou não influir na motivação, de acordo com a importância que tem para a pessoa. Por exemplo, se alguém é motivado principalmente pelo dinheiro, pode não valorizar ofertas de tempo livre.
Teoria de Expectativa de Vroom
Vroom defende que Força Motivacional corresponde ao produto Expectativa x Instrumentação x Valência (M = E x I x V),  ou seja a força motivacional (M) de determinada pessoa corresponde ao produto da probabilidade de alcançar um objetivo (E=Expectativa x I=Instrumentação) com valor atribuído a esse objetivo (V=Valência).
Assim, a motivação será nula (M=0) quando for indiferente atingir ou não determinado objetivo ou quando não existir qualquer expectativa de atingir o resultado. Da mesma forma, ocorre desmotivação (M<0 a="" atingir="" isto="" n="" ncia="" negativa="" o="" objetivo.="" p="" pessoa="" prefere="" quando="" que="" sempre="" val="">
Ao decidir entre opções comportamentais, os indivíduos selecionam a opção com a maior quantidade de força motivacional (M>0).
A Teoria de Vroom tem tido uma grande aceitação pelos gestores, pois é compatível com o gerenciamento por objetivos, apresentando algumas características que a tornam mais realista do que as teorias das necessidades, as quais colocam pouca ênfase nas características individuais.
Ref.: Vroom, Victor H., (1964), “Work and Motivation”. San Francisco: Jossey-Bass Publishers, 1995 [NY: Wiley, 1964]. 395 p

Amazon Prime chega ao Brasil com frete grátis, filmes e músicas por R$ 89 ao ano

Amazon lançou nesta terça-feira (10) no Brasil o Amazon Prime, serviço que dá frete grátis nos pedidos da loja, além de acesso à plataforma de Streaming Prime Video, dois milhões de músicas no Prime Music e outros benefícios. Assim como em outros países, ele funciona mediante assinatura: o plano anual custa R$ 89,90, enquanto o mensal sai por R$ 9,90.

O benefício mais destacado pelo Amazon Prime é a entrega grátis. Para as capitais das regiões Sudeste e Sul, além de Brasília e Goiânia, a Amazon oferece frete expresso sem custo adicional a partir de 2 dias úteis, sem valor mínimo de compra, para os produtos vendidos com o selo Prime. Nas outras cidades, é possível solicitar o frete padrão (a partir de 3 dias úteis), também sem valor mínimo de compra.
Para quem mora nessas cidades, o benefício pode valer a pena se você faz compras com frequência na versão brasileira da Amazon. Sem o Amazon Prime, o frete grátis era oferecido somente em pedidos acima de R$ 149, ou R$ 99 em livros. Os membros também terão direito a “ofertas e promoções exclusivas”, segundo a Amazon.

Outros serviços foram embutidos na assinatura do Amazon Prime. O Prime Video, plataforma de Streaming que compete com a Netflix, tem séries como The OfficeMr. RobotSeinfeld e The Man In The High Castle, além de filmes conhecidos e produções originais da Amazon. Ele funcionava no Brasil desde o final de 2016 e custava R$ 14,90 por mês, cinco reais mais caro que o novo serviço.

Prime Music, Prime Reading e Twitch Prime estão inclusos

A empresa também estreia no Brasil o Prime Music: ele permite que você “reproduza músicas em seu aparelho preferido, de qualquer lugar, em modo offline e troque de música quantas vezes quiser”. Na prática, trata-se de um concorrente mais simples para o Spotify, Apple Music e outros serviços: enquanto os grandes têm 30 ou 50 milhões de músicas para streaming, o Prime Music está sendo lançado com acervo de 2 milhões.

“Para ter acesso a mais músicas, clientes no Brasil poderão optar por fazer o upgrade para o Amazon Music Unlimited, o serviço premium de música em streaming da Amazon, com mais de 50 milhões de músicas, incluindo os últimos lançamentos”, diz a empresa. O plano custa R$ 16,90 adicionais por mês, com período de degustação de três meses.

A assinatura do Amazon Prime inclui ainda o Prime Reading, que permite ler ebooks de ficção, não ficção, guias de viagem e mais, além das revistas VejaCláudiaSaúde e Superinteressante; bem como o Twitch Prime, que traz uma seleção mensal de jogos para download permanente, acesso a loot de jogos e recursos premium na plataforma de games da Amazon.

O Amazon Prime já está disponível e pode ser assinado nesta página, com período de degustação de 30 dias. O Brasil é o 19º país no mundo e o primeiro na América do Sul a receber o serviço. A Amazon afirma que, enquanto outros mercados foram recebendo os serviços de mídia gradualmente, os brasileiros terão o pacote mais completo do Amazon Prime desde o primeiro dia.

Quem era assinante do serviço de streaming Prime Video passará a fazer parte do Amazon Prime, pagando o novo valor de R$ 9,90 por mês. Se você entrar no período de degustação do Amazon Prime, sua assinatura na plataforma de vídeos será cancelada automaticamente.

Amazon Prime nos Estados Unidos tem entrega de comida

E como é o Amazon Prime em outros países? O serviço estreou pela primeira vez em 2005 nos Estados Unidos. Há mais benefícios, mas o preço também é maior por lá: US$ 12,99 por mês ou US$ 119 por ano. Com uma logística mais eficiente, os americanos têm entrega grátis em dois dias, mas determinados produtos podem chegar no mesmo dia ou até em duas horas, sem custo adicional.

Prime Vídeo, Prime Music, Prime Reading e Twitch Prime também são oferecidos na versão americana, sendo que o serviço de música possui a mesma limitação de acervo; a versão Unlimited custa US$ 7,99 adicionais por mês. Os membros Prime também têm desconto e entrega em duas horas na cadeia de supermercados Whole Foods, adquirida pela Amazon por US$ 13,7 bilhões em 2017.

Em 2018, o Amazon Prime bateu a marca de 100 milhões de assinantes no mundo.

Ceará terra da luz e das contas equilibradas, mas há espaço para melhorar



Com longo histórico de contas equilibradas, o Ceará compõe a lista de dez estados brasileiros com situação fiscal que permite contrair empréstimos, inclusive internacionais, com garantia da União. Nessa lista, estão as unidades da Federação com capacidade de pagamento notas A e B. No entanto, apenas Espírito Santo tem nota A, sendo o estado com melhor saúde fiscal do País. A nota do Ceará é B.

A cultura de equilíbrio fiscal no Ceará começou com o governo de Tasso Jereissati ainda na segunda metade da década de 1980 e continuou nas gestões de todos os governadores seguintes: Ciro Gomes, depois mais dois mandatos de Tasso, Lúcio Alcântara, duas gestões de Cid Gomes e agora a segunda gestão de Camilo Santana.

Segundo o Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais, preparado pela Secretaria do Tesouro Nacional, de 2018 para 2019, o Ceará manteve a nota B, o Piauí melhorou de C para B, mas Rondônia e Amapá pioraram suas notas de B para C. Ricos estados como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul são os únicos com nota D, o pior indicador.


A situação do Ceará tem projeção estável. Ao contrário do Acre, Pará, Paraíba, Piauí, Paraná e São Paulo que, atualmente com B, apresentam risco de cair para a classificação C já em 2019. Motivo: a relação entre Despesa Corrente e Receitas Correntes se encontra bem próxima da margem de 95%. O documento afirma que esse grupo precisa fazer “esforço maior em aumentar a receita e cortar gastos”.

Em relação ao Ceará, é público e notório o esforço continuado do governador Camilo Santana em manter as contas equilibradas. Esse fator, já bem inserido na cultura administrativa do Ceará, tem sido determinante para manter em nível superior a outros estados da Federação a capacidade de investimentos do setor público.

É óbvio que é possível avançar e melhorar. Toda a cúpula do Governo sabe que a reforma da Previdência com a inclusão dos estados melhoraria as contas. Gestão voltada para a eficiência da máquina, diminuindo ingerências políticas, também teriam efeito positivo.

Estados com nota A e B:

Acre
Alagoas
Amazonas
Ceará
Espírito Santo
Pará
Paraíba
Piauí
Paraná
São Paulo

Espera pela escolha do reitor da UFC chega perto de três meses

Cândido Albuquerque e Custódio Almeida posam para fotos em evento no RioMar Fortaleza.


Foi-se mais um dia e o Ministério da Educação não decidiu quem será o próximo reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC). Já se passaram 53 dias desde que o Conselho Universitário da UFC formulou a listra tríplice que foi submetida ao Ministério que concede a palavra final ao presidente da República. A lista é formada (seguindo do mais ao menos votado) pelo atual vice-reitor, Custódio Almeida, o diretor da Faculdade de Direito, Cândido Albuquerque e a diretora do Campus de Crateús, Maria Elias Soares.

A única certeza quanto à escolha que será feita por Jair Bolsonaro é que não há certezas. A maior parte das escolhas até aqui respeitou o resultado das consultas às comunidades universitárias. Porém, em três casos o presidente o não nomeou o primeiro colocado da lista tríplice. Na semana passada, o o professor Janir Alves Soares, terceiro mais votado, foi escolhido reitor da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). A chapa de Soares recebeu apenas 5,2% dos votos válidos dos professores, funcionários e alunos da Universidade mineira.

Bolsonaro já havia nomeado o segundo e terceiro colocados, respectivamente, para as federais do Triângulo Mineiro (UFTM) e do Recôncavo da Bahia (UFRB). Já são oitos escolhas até aqui.

UFC rejeita a participação no programa Future-se

O Conselho Universitário (CONSUNI) da Universidade Federal do Ceará decidiu nesta quarta-feira, 14, que não irá aderir ao Future-se, programa anunciado em julho pelo Ministério da Educação (MEC) e que prevê mudanças na estrutura administrativa, no financiamento e na gestão orçamentária das instituições federais de ensino superior. A proposta obteve 21 no Conselho, contra 8 votos de outra que sugeria adiar para o dia 6 de setembro a decisão no CONSUNI.
Após a decisão do CONSUNI, o reitor Henry Campos leu a “Declaração dos reitores das instituições federais de ensino superior do Ceará”, que pontua os motivos pelos quais a UFC, a Universidade Federal do Cariri (UFCA) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) manifestam-se publicamente contrários à adesão ao citado programa federal. Na declaração, os reitores afirmam que o programa “resulta em uma fórmula de gestão que, se implantada, descaracterizará completamente essas instituições, submetendo-as à lógica dos interesses privados”.

Oportunidade estudo no exterior com inscrições abertas em junho

Bolsas com inscrições abertas para Cursos Curtos e  Graduação


Bolsa para curso de inglês na Irlanda
Trata-se da terceira edição do programa, criado pelo E-Dublin e pela agência de intercâmbios Time2 Travel. É possível se candidatar até o dia 3 de junho, sendo que o resultado será divulgado no dia 13 do mesmo mês. A pessoa selecionada terá de embarcar na primeira semana de agosto, para a cidade de Galway. Como parte da seleção, o participante precisa enviar um vídeo com duração de um minuto, explicando de que forma deseja aproveitar o verão na Irlanda com tudo pago. O apoio oferecido pelo programa inclui uma bolsa de estudo de três semanas numa escola em Galway, além de passagens aéreas de ida e volta, seguro-saúde, acomodação e alimentação.

Inscrições abertas para dois programas de bolsa do banco Santander
Os interessados em fazer intercâmbio acadêmico têm dois programas do Banco Santander à disposição. O Santander Mundi foca períodos de até seis meses e oferece bolsa-auxílio de 4 mil euros. As inscrições para a iniciativa vão até 11 de julho.
Já Programa Bolsas Ibero-Americanas concederá 1070 bolsas de estudo, para intercâmbios em um dos nove países participantes, como Uruguai, Chile e Portugal. O auxílio financeiro equivale a 3 mil euros e as inscrições vão até o dia 12 de setembro. Confira os detalhes dos três programas de bolsa do Santander.

University College London abre inscrições para bolsas de graduação
Os interessados em fazer a graduação no Reino Unido podem contar com auxílio financeiro para os cursos da University College London, a UCL. Por meio da Denys Holland Scholarship, programa de bolsas anual, a instituição concederá 9 mil libras a estudantes internacionais que apresentem dificuldades financeiras. As inscrições vão até 06 de julho.
O estudante deve fazer a application padrão para a instituição de ensino, como primeira etapa. Apenas com uma oferta da UCL para um curso de graduação é possível submeter a candidatura à bolsa. A partir daí, o aluno deve reunir documentos que comprovem sua necessidade financeira e a impossibilidade de arcar com os custos do curso universidade.

Bolsas MEXT para Graduação, Cursos Técnicos ou Profissionalizantes no Japão
Em parceria com a Embaixada do Japão no Brasil, o governo Japonês oferece as bolsas MEXT, que garantem, além da isenção das anuidades dos cursos, também passagem de ida e volta para o país, curso de língua japonesa e um valor para manutenção do estudante no país – que pode variar entre 3 e 5 mil reais mensais.
As candidaturas devem ser feitas através dos consulados ou embaixadas do Japão no Brasil ou através de recomendação das universidades japonesas. Os pré-requisitos variam para cada modalidade. Os tipos de bolsa já abertos para brasileiros – que são Graduação Completa, Escola Técnica e Curso Profissionalizante – recebem inscrições entre 1 e 30 de junho.

Bolsas com inscrições abertas para Pós-Graduação


Mestrado em Café na Itália
Realizado na cidade de Trieste, na Itália, o curso tem duração de cinco meses e abrange todos os aspectos da cultura cafeeira, do cultivo até a logística e comercialização. O valor total da anuidade é de 15 mil euros. As bolsas de estudos oferecidas pela empresa italiana Illy podem cobrir integralmente ou parcialmente o valor do curso. As inscrições para o mestrado em café vão até 15 de junho.

Bolsa para pós-graduação em Stanford
A Universidade Stanford oferece um programa de bolsas de estudo para seus cursos de pós-graduação, disponível para todas as áreas. O Knight-Hennessy Scholars disponibiliza um total de 750 milhões de dólares em apoio financeiro – sendo o maior programa de bolsas já financiado por doações. As inscrições para a turma de 2019 vão até 12 de setembro.
O objetivo é selecionar cem estudantes de diversos países e formações, que demonstrem habilidades de liderança e alto desempenho. Podem se candidatar estudantes interessados em qualquer mestrado ou doutorado oferecidos. A bolsa cobrirá todas as despesas do estudante durante seu período de estudos em Stanford. Para ser selecionado para o programa Knight-Hennessy, os estudantes devem enviar duas candidaturas separadas: uma para o programa de pós-graduação à sua escolha e outra para a bolsa de estudos. As inscrições para a turma de 2019 vão até 12 de setembro.

Schwarzman Scholars: Bolsas integrais para mestrado em inglês na China
Estão abertas até o dia 27 de setembro as inscrições para o programa Schwarzman Scholars, que oferece bolsas de estudo integrais para cursos de mestrado na Universidade de Tsinghua, localizada em Pequim e considerada a melhor universidade entre os países emergentes.
O mestrado tem a duração de um ano e é possível escolher entre três áreas de estudo: Políticas Públicas, Economia e Negócios, e Estudos Internacionais. O programa Schwarzman Scholars cobre todos os custos do mestrado e incluem também passagens áreas para a China, moradia, alimentação, seguro-saúde, um computador pessoal e uma quantia mensal para gastos pessoais. Todos os aprovados deverão morar no campus universitário de Tsinghua.

Bolsas para mulheres em Finanças – em qualquer país ou universidade
Publicidade
Esta bolsa é para quem quer estudar fora – ou não. Ao invés de ser voltada a estudantes de uma determinada instituição ou país, a organização FINCAD promove anualmente o prêmio “Women in Finance”, que visa estimular que mais mulheres busquem oportunidades de estudo de pós-graduação em finanças, seja onde for.
A bolsa de estudos é um prêmio de 10 mil dólares e podem se candidatar a elas mulheres de todas as idades e países que estejam atualmente matriculadas ou cursando um programa de pós-graduação em Finanças (como mestrado ou doutorado). As candidaturas devem ser feitas até 30 de junho através do site.

DAAD oferece bolsas de mestrado em economia na Alemanha
Estão abertas até 30 de setembro as inscrições para as bolsas de mestrado em economia na Alemanha, apoiadas pelo DAAD (Deutscher Akademischer Austauschdienst). O curso acontece na HTW Berlin, uma universidade pública de ciências aplicadas, a partir de abril de 2019 e tem duração de 18 meses.
As bolsas oferecidas pelo DAAD cobrem custos de anuidade (que chegam a 2 mil euros), além de auxílio financeiro mensal, com valor de 850 euros, e passagens aéreas.
Para selecionar os estudantes, o programa leva em consideração três critérios básicos: o desempenho acadêmico (com uma média das notas obtidas em cursos anteriores), número de disciplinas cursadas em áreas de economia e a carta de motivação enviada pelo candidato.

DAAD concede bolsas para MBA na Alemanha
Estão abertas até 1 de outubro as bolsas de estudo para MBA na Alemanha, como parte do programa EPOS, criado pelo Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD, na sigla em alemão). O EPOS foca cursos de pós-graduação no país que se relacionem ao desenvolvimento sustentável e, nesse caso, a formação oferecida pela Universidade de Leipzig dedica-se às pequenas e médias empresas.
Como requisito estabelecido pelo órgão alemão, estão a necessidade de experiência profissional na área (por um período mínimo de dois anos, após a graduação) e de excelente desempenho acadêmico. Todos os anos, são chamados 25 candidatos para o programa de MBA na Alemanha.

Programa de bolsas mais antigo do mundo seleciona alunos para pós-graduação em Oxford
O programa de bolsas Rhodes está entre os mais prestigiados do mundo. Em sua edição de 2018, selecionará 100 pessoas, sendo que haverá duas vagas específicas para quem vem de regiões não contempladas anteriormente – como é o caso do Brasil. Para se inscrever, é necessário submeter a candidatura até a data limite de 30 de junho.
O apoio financeiro oferecido serve para estudantes aprovados em cursos de pós-graduação da Universidade de Oxford, no Reino Unido, que podem ter duração de até três anos. O apoio oferecido inclui tuition, auxílio para manutenção no país e oportunidades de networking e workshops.

EXTRA


Bolsas para cursar Ensino Médio no exterior estão com inscrições abertas
O programa do UWC oferece a jovens brasileiros, anualmente, a oportunidade de fazer o ensino médio no exterior. Os United World Colleges (UWC) são colégios internacionais localizados em diversos países, com a missão de promover a paz e a compreensão entre os povos por meio da educação. As inscrições deste ano para os UWC estão abertas até 15 de julho.
Entre os colégios disponíveis, estão instituições de ensino localizadas em países como Canadá, Noruega e Índia. Para o UWC, o candidato ideal deve ter um perfil que se alie ao da organização, voltado a impacto social. Além disso, traços como liderança e responsabilidade são destaque nas seleções, bem como o bom desempenho escolar. Não é obrigatório falar inglês fluentemente.

Alemanha oferece bolsas de estudo para ‘jovens lideranças’
A Fundação Alexander von Humboldt — que promove a cooperação entre acadêmicos do exterior e da Alemanha — está com inscrições abertas para o programa German Chancellor Fellowship, que concede bolsas para um ano de pesquisa na Alemanha. As inscrições vão até o dia 15 de setembro.
O programa busca profissionais do Brasil, China, Índia, Rússia ou Estados Unidos que possuam “notória capacidade de liderança” e já tenham trabalhado em áreas como política, economia, administração, mídia e cultura.
O programa prevê curso intensivo de alemão e doze meses de pesquisa em instituições alemãs. Além disso, os selecionados terão acesso a mentoria e vão integrar a rede de bolsistas da German Chancellor Fellowship, que é composta por mais de 26 mil pessoas.

Deutsche Welle abre vagas de estágio na Alemanha para brasileiros
A publicação alemã Deutsche Welle selecionará quatro jornalistas ou estudantes de jornalismo para um programa de estágio na Alemanha, em 2019. As inscrições estão abertas até 30 de junho e devem ser feitas por e-mail.
Para se inscrever, é necessário enviar o currículo em inglês (ou alemão) e português para o e-mail curriculos@dw.com, com o assunto “Estágio na DW Brasil”. Os selecionados passarão três meses trabalhando na redação brasileira do DW, na cidade de Bonn.


Este artigo foi originalmente publicado por Estudar Fora, portal da Fundação Estudar