Vereador de Fortaleza propõe plebiscito sobre o Acquario Ceará

O vereador João Alfredo (PSOL) oficializou nesta quinta-feira (26) na Câmara Municipal de Fortaleza um projeto de decreto legislativo em que solicita a realização de um plebiscito de consulta popular sobre a construção do Acquario Ceará. Pela proposta do vereador, o plebiscito seria realizado no dia 7 de outubro, junto com as eleições municipais.

"Toda a logística já está preparada para as eleições. Só seria para o eleitor de Fortaleza essa pergunta. Um terceiro voto. Do ponto de vista operacional, imagino que se vai ter um programador para fazer um programa geral para os candidatos, é um trabalho a mais, mas não é uma eleição a mais", afirmou o vereador.
Para João Alfredo, caso não seja possível realizar no dia da eleição, a consulta popular ser pode feita em um prazo de seis meses a partir da data de aprovação do decreto. "Enquanto isso, o projeto seria suspenso. Não tem sentido você fazer um debate, com a obra andando", afirma.

A construção do Acquario Oceânico tem gerado polêmica em Fortaleza com setores políticos e ambientais por conta do financiamento de R$ 250 milhões e o impacto ambiental da obra. O projeto, protocolado por João Alfredo na manhã desta , cita, ainda, o Estudo Prévio de Impacto Ambiental do empreendimento, além das interferências que o Acquario Ceará terá no meio ambiente local.

"O Rio de Janeiro está fazendo um aquário particular por R$ 50 milhões. É bem mais barato. Você tem aqui em Fortaleza pouco mais da metade da população que não tem acesso a uma rede de esgoto. Uma cidade como essa, a prioridade seria a melhora da estrutura para a população", defende João Alfredo.

O vereador afirma que conta com o apoio do Movimento Quem Dera Ser um Peixe, que tem entre seus integrantes alguns moradores do Poço da Draga, comunidade localizada nas imediações do terreno onde se pretende construir o aquário oceânico. De acordo com ele, no período em que o projeto de decreto legislativo estiver tramitando na Câmara Municipal, vai propor audiências públicas para discutir o assunto.

Fonte

1 Comentário(s) - Add Yours

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!