Vírus usa dos twits mais comum, para se propagar!

Uma onda de ataques no Twitter se intensificou esta semana. Criminosos estão enviando mensagens, ou "tweets", maliciosos, aproveitando as "hashtags" populares e os Trending Topics, que auxiliam a organizar o conteúdo da rede de microblog ao identificar os assuntos mais populares entre os usuários. Com isso, um internauta que for atrás desses conteúdos, acessíveis por meio da página de pesquisa do Twitter, pode – e irá – se deparar com mensagens cujos links levam para vírus.


As “hashtags”, que marcam o assunto de um post no serviço de microblog Twitter, e os “Trending Topics” – assuntos populares que aparecem na página de busca do mesmo – estão sendo exploradas por criminosos para disseminar vírus, de acordo com alerta da companhia de segurança Panda Security. Os malfeitores estão usando “contas-robô” para enviar um grande número de "tweets" contendo links para um cavalo de troia.


Se acessado, o link leva a uma página com a imagem de um vídeo sendo carregado. Em seguida, uma mensagem informando a falta de um codec é exibida. Codecs são os programas necessários para a reprodução de áudio e vídeo no computador. Nesse caso, porém, não há video nenhum. O erro é falso e o "codec" é apenas um programa malicioso.

Após executado, o vírus se encarrega de instalar um antivírus fraudulento no computador da vítima.

As mensagens com os links infecciosos começaram a ser enviadas na semana passada. Os hackers parecem ter criado um sistema capaz de adaptar-se automaticamente aos novos assuntos que são discutidos no Twitter, mas em muitos casos há uma oferta de um vídeo, especialmente de celebridade, de acidentes de avião ou de supostas cenas de estupro.

Cerca de 150 tweets maliciosos são enviados diariamente por essa “campanha” maliciosa, segundo o especialista em segurança Dancho Danchev.

Por Altieres Rohr, que é especialista em segurança de computadores. Ele criou e edita o Linha Defensiva, site e fórum de segurança que oferece um serviço gratuito de remoção de pragas digitais, entre outras atividades, no Especial para o G1 Segurança.

0 Comentário(s):

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!