Chuva coloca cidade de SP em estado de alerta e fecha aeroporto de Congonhas

SÃO PAULO - Áreas de instabilidades geradas pelo calor provocam pancadas de chuva na cidade de São Paulo no início da noite desta segunda-feira. A chuva, que chegou à capital às 18h15, se intensificou e fez com que o Centro de Gerenciamento de Emergência da Prefeitura (CGE) colocasse todas as regiões da cidade em estado de alerta. O Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital, fechou para pousos e decolagens às 18h47 em razão dos ventos fortes e da falta de visibilidade na região.

Os pontos mais atingidos são observados nos bairros de Pinheiros, Ipiranga, Sacomã, Moóca, Vila Prudente, Aricanduva, Vila Formosa, Penha, Vila Maria, Vila Guilherme, Santana, Tucuruvi, Tremembé e todo o centro. Na Grande São Paulo, chove forte nos municípios de Mairiporã, Franco da Rocha e ABC. De acordo com a equipe de meteorologia do CGE, as chuvas devem se estender ao decorrer da noite, atingindo toda a Cidade.
Há 14 pontos de alagamento registrados na capital até o momento. Destes, 12 se concentram na na Mooca, zona leste. Nas ruas Padre Adelino, Jaibarás, Melo Freire, Siqueira Bueno e Monte Serrat, os pontos são intransitáveis.
Nesta segunda-feira, a cidade registrou a madrugada mais quente desde março de 2009. O domingo já havia sido um dia bem quente em São Paulo. O calor aumentou rapidamente com o sol forte da manhã e à tarde, a temperatura chegou aos 32ºC em várias áreas da cidade. O Mirante de Santana registrou 32,5ºC, às 16h, a segunda maior temperatura deste ano. O recorde de calor até agora é de 33ºC, no dia 4 de janeiro.

0 Comentário(s):

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!