O doce chocolate amargo

Quando percebi, já havia passado metade do ano.
Mais um semestre acabou.

É bem verdade que há alguns meses, as perspectivas para este ano eram bem negativas e parecia que o semestre nunca mais iria acabar.

O cenário era de crise total. Um apocalipse estava surgindo. Empresas anunciavam demissões, outras simplesmente desapareciam. Projetos que estavam prestes a começar, eram cancelados. Pessoas adiavam planos e sonhos. Muitos sentiam-se imobilizados. Nada acontecia e tudo passou a ter como explicação, A CRISE.

Durante estes últimos meses, escolhas foram feitas, decisões foram tomadas, expectativas e sonhos foram redesenhados, mesmo assim, perdas aconteceram.

Estas escolhas são como chocolate.
Como é conhecido, o chocolate tem origem em um fruto amargo, o cacau. Depois de processado, ele pode resultar em duas possibilidades de alimentos, uma doce e outra amarga.


Uma característica do cacau é que, escolhido o preparo na forma doce, não se consegue mais o sabor amargo. Evidentemente, nossas escolhas são, quase sempre, pela a primeira opção, a doce.

Sempre que fazemos escolhas, desejamos ter resultados doces e não amargos. Esperamos que nossas escolhas atendam as expectativas e sonhos, e que, tenhamos o mesmo prazer de saborear uma deliciosa barra de chocolate.

Contudo, muitas vezes esquecemos que, toda escolha traz consigo, uma perda.

Quando escolhemos o chocolate doce, estamos perdendo os benefícios proporcionados à saúde, provocados pelo chocolate amargo, que com seus antioxidantes, ajudam a proteger os vasos sanguíneos, prevenir câncer e promover a saúde do coração.

Estes benefícios não são encontrados no chocolate doce, que na verdade é uma alimento rico em calorias e por isso, deve ser consumido com moderação.

Na busca de forças para superar as dificuldades causadas pela CRISE, muitos mergulharam em justificativas e explicações pontuais para suas derrotas, outros simplesmente acompanharam o movimento das coisas, sem tentar entender profundamente os acontecimentos.

Para muitos, nos últimos meses, o chocolate doce consumido com prazer, teve que dar lugar ao chocolate amargo.

Como o semestre acabou, faça um balanço de tudo que aconteceu até aqui.

Vale retomar todos os seus contatos . Ligue pra saber como está.

Vale compartilhar suas vitórias. Quem te apoiou e torceu por você nestes meses, vai gostar de ter notícias suas.

Vale fazer novas escolhas. A crise sempre traz novas oportunidades.

A CRISE, assim como o chocolate amargo, traz benefícios em forma de aprendizados. Se soubermos extrair o melhor destes aprendizados, certamente iremos alterar nossas escolhas e determinar nosso futuro de uma forma deliciosa.

O chocolate amargo é doce, mas somente para quem sabe saboreá-lo.

Experimente!

0 Comentário(s):

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!