Argentino mantém jovem refém por seis dias após enganá-la no Facebook

A polícia da Argentina resgatou uma jovem de 16 anos que ficou seis dias refém na casa de um comerciante de 38 anos que a havia conhecido pelo Facebook.

O homem, segundo a polícia, enganou a jovem, fazendo-se passar por um adolescente durante o contato online dos dois.

A garota ficou presa na casa dele, em La Tablada, na periferia de Buenos Aires.

O acusado teria avisado a mãe da adolescente, no dia seguinte ao sequestro, que ela "estava bem" e não voltaria para casa. Ele usou o telefone celular da garota para mandar as mensagens de texto.

A mãe denunciou o caso à polícia.

Uma das irmãs da menina teria então acessado o perfil dela na rede social, encontrando um amigo identificado apenas como J.C.M., segundo a imprensa local.

A garota achou estranho o fato de J.C.M. ter poucos amigos, e a maioria meninas.

Ela investigou mais e viu que, em algumas das mensagens, de alto teor erótico, ele marcava encontro com a desaparecida na porta da escola dela.

Avisados, os policiais seguiram a pista, criaram um perfil falso de uma adolescente e conseguiram atraí-lo para um encontro falso.

Ao não encontrar ninguém no local marcado, ele voltou para casa, segundo a imprensa local.

"A partir daí, nós o seguimos, localizamos a casa e o detivemos", disse o policial Gustavo Reale, responsável pela investigação.

Os policiais encontraram material pornográfico na casa do suspeito, que está preso e sendo interrogado.

A jovem foi devolvida à sua família e está passando por avaliação psicológica. A polícia ainda não sabe se ela foi abusada sexualmente ou usada para produzir pornografia.

0 Comentário(s):

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!