Empresa poderá ser punida por acidente

São Paulo. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou ontem que o Estado pode punir a Ecovias, concessionária responsável pela Rodovia dos Imigrantes, após a apuração dos fatos sobre o engavetamento ocorrido na última quinta. Ele não deu detalhes sobre o tipo de punição e ressaltou que aguardará os resultados da apuração que está sendo realizada.

O acidente interditou a pista norte da Imigrantes por quase um dia e a principal suspeita é de que ele tenha sido provocado pela neblina. A pista precisou ser lavada duas vezes devido aos incêndios ocorridos durante o engavetamento. Uma pessoa morreu e mais de 50 ficaram feridas. A polícia diz acreditar que o número de veículos envolvidos pode chegar a 300, já que muitos motoristas não registraram boletim de ocorrência.

Alckmin ressaltou ainda que o monitoramento de neblina pode ser aperfeiçoado no sistema Anchieta-Imigrantes e que é possível estabelecer uma disciplina melhor nos comboios.

"O que eu vejo que é necessário já existe, mas pode ser sempre aperfeiçoado. É a questão de monitoramento de neblina, você estabelecer uma disciplina melhor nos comboios. A Artesp (agência reguladora de transporte) já está trabalhando com a concessionária nessa questão", afirmou o governador.

Após o acidente, a Polícia Rodoviária Estadual já anunciou que irá adotar o uso de viaturas para controlar o fluxo de veículos na subida para a capital paulista, tática denominada "falso comboio". A Operação Comboio que funciona atualmente, apoiada pela Ecovias, só é realizada no momento de descer a serra, no sentido litoral.

0 Comentário(s):

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!