Inglês de nove anos não sai de casa porque qualquer bactéria pode ser fatal

Alex Hannard, de 9 anos, quer ser um cientista genético quando crescer. Mas por enquanto, ele não pode brincar no jardim com os amigos e até frequentar a escola é tarefa difícil. O menino sofre de um tipo de imunodeficiência conhecida como doença granulomatosa crônica, que paralisa a produção das células sanguíneas que combatem bactérias e fungos no organismo. Um pedaço de grama ou um grão de poeira seria suficiente para matá-lo.

Alex vive com os pais da cidade de Hill Head, em Hampshire, na Inglaterra. A mãe, Louise, deixou o emprego de professora para cuidar do filho. “É difícil para Alex sair e fazer coisas que crianças na idade dele fazem”, lamenta. Ela contou, em entrevista ao jornal “Daily Mail”, que manter o menino motivado em continuar vivendo é difícil. “Ele só quer ser um menino normal, mas nós tentamos fazer isso na medida do possível”.

A doença de Alex foi descoberta em 2007, quando ele tinha cinco anos. Apenas cerca de 300 pessoas possuem o problema no Reino Unido. Na época, os médicos prepararam os pais para o pior. “Fomos informados de que ele poderia morrer. Foi um momento difícil, de partir o coração”, disse Louise. Ninguém conseguia descobrir o que o menino tinha, até que um dos médicos se lembrou de um diagnóstico semelhante. “Foi um milagre, porque três dias depois ele estava de pé e pulando de novo”, contou a mãe.

Para ter uma vida normal, Alex precisa de um transplante de medula óssea. Mas o número de doadores ainda é pequeno, o que reduz as chances de achar alguém compatível. Mas ele tem esperança de encontrar uma cura alternativa, quando for um cientista genético experiente.

0 Comentário(s):

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!