'Tropa de elite 2' vai representar o Brasil na disputa pelo Oscar 2012

O filme "Tropa de elite 2", de José Padilha, vai representar o Brasil na disputa pelo Oscar 2012, divulgou o Ministério da Cultura na manhã desta terça-feira (20). O anúncio foi feito pela comissão especial de seleção no Palácio Gustavo Capanema, no Centro do Rio de Janeiro.
"Por sua qualidade técnica e artística, 'Tropa 2' saltou à frente dos outros indicados", disse a secretária do audiovisual, Ana Paula Santana, que acrescentou que a votação entre os membros da comissão foi unânime.

A produção vai concorrer a uma vaga entre os indicados ao prêmio de melhor filme estrangeiro na 84ª edição do Oscar. O longa-metragem foi escolhido de uma lista de 15 concorrentes, incluía "Bruna Surfistinha", "Assalto ao Banco Central", "As mães de Chico Xavier" e outros.

SeleçãoA comissão é formada pela secretária do audiovisual do Ministério da Cultura, Ana Paula Dourado Santana; pelo presidente da Associação Brasileira de Cinematografia, Carlos Eduardo Carvalho Pacheco; pelo ministro do Departamento Cultural do Itamaraty, George Torquato Firmeza; e pelos representantes da Academia Brasileira de Cinema, Jorge Humberto de Freitas Peregrino, Nelson Hoineff, Roberto Farias e Silvia Maria Sachs Rabello.

"'Tropa 2' é um filme com autêntica chance de ganhar uma indicação. E, sendo indicado, é um filme com autêntica chance de vencer o Oscar", opinou Hoineff, membro da comissão de seleção. "Essa continuação é mais bem acabada: o roteiro é melhor, a fotografia é melhor, por isso teve uma receptividade maior do público", disse o cineasta Roberto Farias, que também faz parte do grupo.
Segundo a secretária do audiovisual, os produtores de "Tropa de elite 2" vão receber apoio "logístico e financeiro" do governo para promover o longa-metragem no exterior e apoiar a candidatura a uma vaga na disputa do Oscar de melhor filme estrangeiro.

Confira abaixo os 15 filmes que disputaram a indicação (em ordem alfabética):

- “A antropóloga”, de Zeca Nunes Pires
- "As mães de Chico Xavier", de Glauber Filho e Halder Gomes
- "Assalto ao Banco Central", de Marcos Paulo
- "Bruna Surfistinha", de Marcus Baldini
- "Estamos juntos", de Toni Venturi
- "Família Vende Tudo", de Alain Fresnot
- "Federal", de Erik de Castro
- "VIPs", de Toniko Melo
- "Histórias reais de um mentiroso - VIPS" (documentário), de Mariana Caltabiano
- "Lope", de Andrucha Waddington
- "Malu de Bicicleta", de Flávio Ramos Tambellini
- “Mulatas! Um tufão nos quadris”, de Walmor Pamplona
- “Quebrando o tabu”, de Fernando Grostein Andrade
- "Trabalhar cansa", de Juliana Rojas e Marco Dutra
- "Tropa de elite 2", de José Padilha

0 Comentário(s):

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!