Steve Jobs considerava o Android um conceito roubado do iOS


Responsável pela redação da biografia oficial de Steve Jobs, que será lançada nesta segunda-feira, 24 de novembro, Walter Isaacson antecipou um dos muitos episódios presentes neste livro. Por sinal, um bastante polêmico:

“Gastarei meu último suspiro se for preciso. Cada centavo dos 40 bilhões que a Apple possui em banco, para corrigir este erro. Eu destruirei o Android, porque é um produto roubado. Estou disposto a encarar uma guerra termonuclear a este respeito”, disse Jobs na época do lançamento do sistema operacional móvel da Google.

Desde o lançamento do sistema operacional Android pelo Google, em novembro de 2007, Jobs manifestava o mais puro repúdio ao SO, o que gerou ações e medidas bastante peculiares de sua parte. O então CEO da Apple não fazia uso de eufemismos ao afirmar que a gigante das buscas havia roubado o conceito do sistema operacional presente no iPhone da época; e pretendia levar o caso ao mais alto dos tribunais.

Jobs tinha como plano não deixar o incômodo apenas no âmbito verbal, e sim levar a Google a juri pelo suposto roubo, afirmando inúmeras vezes que, caso fosse preciso, ele gastaria cada centavo do capital da Apple somente para fazer justiça.

O lançamento do SO Android abalou também o relacionamento entre a Apple e Google, acarretando, inclusive, no pedido de afastamento do CEO da Google que, na época, também era conselheiro da Apple, o sr. Eric Schimdt.

Com o histórico de insatisfação exarcebada de Jobs e a política vigente de caça às empresas que a marca da maçã julga ter copiado alguns de seus produtos, resta saber como ficará o cenário a partir de agora, sob o comando de Tim Cook.

Via CNET.
 Via TechTudo

0 Comentário(s):

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!