PF prende policiais que escoltavam traficantes da Rocinha, no Rio

Agentes da Polícia Federal prenderam, no início da noite desta quarta-feira (9), policiais que escoltavam traficantes que fugiam da Rocinha, na Zona Sul do Rio. Ao todo foram 15 presos na Gávea, próximo à Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).

Um dos traficantes é conhecido pelo apelido de “Peixe” e o outro é o traficante “Coelho”, um dos principais comparsas de Antônio Bonfim Lopes, conhecido como "Nem", chefe da quadrilha que comanda a venda de drogas na favela. Perto ao local da prisão, em frente ao Jóquei, uma outra equipe da PF abordou um carro que transportava fuzis e granadas.

Desde a madrugada desta quarta-feira (9), policiais militares vigiam os principais acessos à comunidade. A Rocinha e o Morro do Vidigal devem ser ocupados pela polícia nos próximos dias.

Durante toda o dia, os policiais fizeram blitz nos acessos à Rocinha e revistaram moradores. Cerca de 50 homens do Batalhão de Choque ficaram em pontos estratégicos da estrada da Gávea, na Zona Sul.

A Polícia Militar informou que vai manter o patrulhamento reforçado, por tempo indeterminado, para evitar a fuga de traficantes.

UPP
A comunidade deve ser a próxima a receber uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). A notícia deixou alguns moradores com medo de um confronto com traficantes. Eles dizem que fazem planos para sair de casa. No entanto, todos afirmam que gostam muito do lugar onde vivem.

O barbeiro Marcos Ferreira e a dona de casa Teresinha Bezerra de Araújo fazem parte de um grande grupo de nordestinos que se estabeleceu na Rocinha: “A gente gosta muito daqui. Eu vim da minha terra, já tem 36 anos que estou morando aqui e nem sinto vontade de voltar para lá”, disse ela.

“Eu tenho medo de não poder sair de casa, vamos comprar farinha de trigo, fubá, se não puder sair pra comprar pão a gente se vira”, disse a dona de casa.

Disque-Denúncia já recebeu mais de 20 ligações sobre “Nem”
O Disque-Denúncia (2253-1177) recebeu, até as 18h desta quarta-feira, 23 ligações com informações sobre onde estaria o traficante "Nem", apontado pela polícia como o chefe do tráfico da Rocinha. Ele tem a prisão decretada pela Justiça, mas continua foragido.

As investigações indicam que o traficante não está mais como aparece na foto divulgada pelo Disque-Denúncia: “Ele está um pouco mais forte, os cortes de cabelo são completamente diferentes, enfim, tudo tentando é se furtar a aplicação da lei penal, tentando fugir da polícia”, afirmou o delegado Carlos Augusto Nogueira, titular da 15ª DP (Gávea).

O Disque-Denúncia oferece R$ 5 mil de recompensa a quem tiver informações sobre o paradeiro do traficante. O anonimato é garantido. Todas as denúncias estão sendo encaminhadas para o Serviço de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (Seseg).


http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2011/11/pf-prende-policiais-que-escoltavam-traficantes-da-rocinha-no-rio.html

0 Comentário(s):

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!