Candidatos estudam para a Fuvest momentos antes do início da prova

Muitos candidatos chegaram cedo aos locais de prova da segunda fase do vestibular da Fuvest na manhã deste domingo (8) para não correrem o risco de atrasos. Após passarem pela primeira fase com questões de múltipla escolha, um total de 31.503 estudantes disputam em três dias de provas dissertativas uma das 10.952 vagas no processo seletivo.

Alguns estudantes aproveitaram para revisar conteúdo para a prova deste domingo, que terá questões dissertativas de português além de uma redação, na Faculdade de Educação e no Instituto de Psicologia da USP, na Cidade Universitária, em São Paulo.

No primeiro dia da segunda fase da Fuvest, Juliana Suyama, de 17 anos, decidiu quebrar o gelo entre os mais de 31 mil candidatos que disputam cerca de 11 mil vagas na Universidade de São Paulo (USP) com um cartaz desejando boa sorte aos concorrentes.

"Todo mundo passou pelas mesmas coisas, por mais que sejam muitos concorrentes, é válido todo mundo ter sorte", afirmou a candidata de engenharia civil, que chegou duas horas antes da abertura dos portões e aproveitou o tempo para desenhar o simpático cartaz e ler dicas para fazer uma boa redação.

"É só para levantar o astral, fica sempre todo mundo muito quieto, achei legal desejar boa sorte."

Ela fará a segunda fase na Escola Politécnica (Poli), onde pretende estudar a partir deste ano. Além da Poli, outras duas unidades da USP na Cidade Universitária, na Zona Oeste de São Paulo, recebem as provas: a Faculdade de Educação e a de Psicologia.

Prova começa às 13hEm todos os dias, os portões para ingresso dos candidatos serão abertos às 12h30 e serão fechados às 13h. Não serão permitidos retardatários. Os vestibulandos só poderão deixar o local de exame a partir de 15h.

A seleção da segunda fase inclui três provas analítico-expositivas, obrigatórias para todos os candidatos. Cada um dos exames vale 100 pontos.

Os candidatos convocados para a segunda fase deverão entregar, no primeiro dia de exame, quando solicitada pelo fiscal da sala, uma foto 3 x 4 recente. Também deve levar caneta esferográfica de tinta azul ou preta, lápis nº 2, borracha, régua graduada, água e alimentos. Para as provas do terceiro dia que contenham questões de matemática, levar também esquadros, transferidor e compasso.


Como são as provasA prova de domingo será de português e redação, e o candidato terá de fazer uma redação e dez questões, de igual valor, de interpretação de textos, gramática e literatura. O exame vale 100 pontos, sendo 50 destinados à redação.

A segunda prova, que será aplicada na segunda-feira (9), é constituída de 16 questões, de igual valor, sobre as disciplinas do núcleo comum obrigatório do ensino médio (história, geografia, matemática, física, química, biologia, inglês). Neste dia, o candidato também encontrará questões interdisciplinares.

Até o ano passado, a segunda prova da segunda fase do vestibular da Fuvest tinha 20 questões. A diminuição o número de perguntas de 20 para 16 é uma das quatro mudanças que foram inauguradas no processo seletivo deste ano.

A terceira prova, de terça-feira (10), é formada por 12 questões, de igual valor, de duas ou três disciplinas, a depender da carreira escolhida. Se forem duas disciplinas, serão seis questões em cada uma delas. Se forem três disciplinas, serão quatro questões em cada uma delas.

Algumas carreiras exigem também uma prova de habilidades específicas, como parte da segunda fase, com peso dois. Antecipada ou não, esta prova é realizada em um ou mais dias, conforme a carreira, e também vale 100 pontos.

MudançasAlém da diminuição do número de questões do segundo dia de provas, o exame deste ano inaugura um pacote com mais quatro mudanças.

A nota da primeira fase volta a ter peso na nota final do candidato. Em 2009, a primeira fase havia deixado de valer na nota final e servia apenas para classificar o candidato para a segunda fase. Outras mudanças são o aumento da nota de corte da primeira fase de 22 para 27 pontos; a aprovação de dois a três estudantes por vaga com nota acima da mínima para a segunda fase - hoje são três candidatos; e a opção do vestibulando mudar de carreira caso não seja convocado após a terceira chamada.

A lista de aprovados sai em 4 de fevereiro, e as matrículas devem ser feitas em 8 e 9 de fevereiro.

Fonte: g1.globo.com

0 Comentário(s):

Postar um comentário

Gostou da matéria?
Que tal deixar um comentário aqui pra mim?
Você comenta bem rapidinho!